Marco Aurélio o imperador filosofo

Marco Aurélio, O Imperador Filosofo

Você sabe quem foi Marco Aurelião e porque seu legado é tão importante? Tenho certeza que se você ler o artigo até o final vai estra inspirado a conhecer ainda mais sobre esse humano tão rico em seus valores!

Marco Aurélio, que comandou o mundo no último grande momento de Roma, personificou o sonho de Platão: o imperador filósofo.

Ninguém poderia tornar realidade o sonho utópico de Platão com tanto esplendor. Como imperador, Marco Aurélio (em latim Marcus Aurelius) 26 de abril de 121 — 17 de março de 180), conduziu uma Roma já ameaçada a um período dourado.

marco aurelio estátua museu do Capitólio Roma

Como filósofo, escreveu, em geral em acampamentos de guerra, palavras cuja sabedoria doce e resistente desafia a passagem do tempo.

Seu reinado foi marcado por guerras na parte oriental do Império Romano contra o Império Arsácida, e na fronteira norte, contra os germanos.

Foi o último dos cinco bons imperadores, e é lembrado como um governante bem-sucedido e culto; dedicou-se à filosofia, especialmente à corrente filosófica do estoicismo, e escreveu uma obra que até hoje é lida, Meditações de Marco Aurélio.

 

Sobre Meditações de Marco Aurélio

livro marco aurelio meditações edicao universidade de bolso-min

Como filósofo, escreveu, em geral em acampamentos de guerra, palavras cuja sabedoria doce e resistente desafia a passagem do tempo.

Eram reflexões para si próprio, frases curtas (mas não quer dizer que não profundas, porque uma frase bem elaborada pode carregar muita sabedoria) a maioria das citações falam sobre o cosmos e sobre a fragilidade da glória e da vida, fala muito também do conceito de fraternidade universal.

Um discípulo, depois da morte de Marco Aurélio, juntou-as num pequeno grande livro ao qual deu o nome de Meditações, que se transformaria num patrimônio da humanidade. 

Curiosidade: O nome do livro original é em grego Τὰ εἰς ἑαυτόν, literalmente pensamentos endereçados a si mesmo”- Marco Aurélio.

Livro e citações de Marco Aurélio

Como você pode já saber ou ter lido agora nesse artigo, o governo de Marco Aurélio foi marcado pelas campanhas militares, ele foi excelente guerreiro e também administrador, durante esses combates ele tomou seu tempo de escrever suas célebres Meditações, que são suas reflexões filosóficas e escritas na língua grega.

Assim ele tornou-se o terceiro e último expoente do estoicismo romano. Seus pensamentos são registrados em forma de diário, é marcado pela filosofia estoica de caráter prático dos romanos e ao aconselhamento moral. 

É um livro fácil de se ver consultando volta e meia, a muita inteligencia em suas frases e muitas delas ressoam em nossa consciência assim que lermos!

Por exemplo você terá como sugestão do imperador filósofo para o começo de cada dia um exercício estoico rápido de premeditação:

“Previna a si mesmo ao amanhecer: vou encontrar um intrometido, um mal agradecido, um insolente, um astucioso, um invejoso, um avaro”- Marco Aurélio..

Marco Aurélio é para muitas situações cotidianas, nos somos muito suscetíveis à ideia da glória, do reconhecimento excessivo através da fama… É um convite ao bom senso ouvir, a esse respeito, quem foi o dono do mundo em sua época.

Livro 3.10 – “Lembre-se de que o homem vive apenas no presente, nesse momento fugaz: todo o resto de sua vida ou é passado e se foi, ou ainda não foi revelado. Pequena é assim a fama póstuma, inclusive a mais prolongada, e esta se dá por meio de uma sucessão de homenzinhos que logo morrerão, que nem sequer conhecem a si mesmos, nem tampouco ao que morreu há tempos” – Marco Aurélio.

A grandeza de espírito de Marco Aurélio legou à posteridade exemplos memoráveis. Certa vez lhe entregaram-lhe a correspondência do conspirador. Ele queimou-a sem lê-la.

Sua atitude diante da discórdia é inspiradora. Estamos a toda hora brigando com alguém e sendo tomados por sentimentos de rancor e aversão. Em suas anotações, Marco Aurélio disse com majestosa sabedoria:

“Sempre que você se desentender com alguém, lembre que em pouco tempo você e o outro estarão desaparecidos” – Marco Aurélio.

É um dos chamamentos à paz e à concórdia mais simples e mais eficientes! Já parou para pensar no que ele falando, a mais simples verdade que esquecemos!

 

Outras citações de Marco Aurélio em imagens

São prints fotos de livros que li, espero que contribuam para você ficar ainda mais interessado em conhecer essa obra e entrar com tudo no Estoicismo, um caminho sem volta…

Citacao Marco aurelio sobre justiça-min

Citacao Marco aurelio sobre o cosmos-min

Citacao Marco aureliosobre ser prejusicado-min

Citacao Marco aurelio sobre o que você precisa-min


Você gostou do que leu aqui? Então siga em frente! Leia as Meditações, eu comprei um exemplar na Amazon formato de ebook, crie que é a maneira mais rápida e fácil acesso. Você também pode procurar ai no sebo de sua cidade uma edição antiga, esta da foto acima ´tem uma tradução muito boa. Existe também uma versão traduzida pela Nova Acrópole, escola de filosofia clássica presente no Brasil e no mundo.

Se quiser você pode usar esse link e ajudar o site a se sustentar e continuar colocando conteúdos gratuitos 😉

Quer iniciar hoje mesmo com práticas Estoicas? Eu elaborei um guia gratuito e bem completo para você! Clique Aqui

Fatos históricos de Marco Aurélio…

Proveniente de uma nobre família de origem hispânica, aquele que seria o imperador Marco Aurélio nasceu em Roma no ano 121 de nossa era. O imperador Adriano, ante sua precocidade, o nomeou cavalheiro aos 6 anos de idade, algo excepcional, e ainda quis deixá-lo como seu sucessor direto, coisa que não pôde acontecer, pelo fato do escolhido ter poucos anos de idade, pois contrariava as Leis de Roma. Porém escolheu a Antonino com a condição de eleger Marco Aurélio oportunamente.

Adotado por Antonino Pio, segundo a velha tradição que permitia aos Césares não deixar seu reinado a seus filhos físicos, senão aos que considerassem seus descendentes espirituais, encarregou sua educação à vários filósofos destacados, especialmente ao estoico Apolônio e a Cornélio Frontão como mestre de retórica.

Desde pequeno habitou o palácio imperial e contam, a seu respeito, augúrios sempre favoráveis, como o do jogo ritual de lançar coroas à cabeça da imagem gigantesca do deus Marte; todos falharam, menos Marco Aurélio, cuja coroa ficou na cabeça da estátua por muito tempo.




 

 

 

 

 

Compartilhe esse artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest

Deixe uma resposta

Fechar Menu